Guia para gerar tráfego qualificado para o website da sua empresa

Os principais objetivos do site da sua empresa são atrair clientes e gerar negócio.

Se ninguém o encontrar é como se não existisse, certo?

Grande parte das empresas portuguesas procura soluções pagas que geram um balanço fenomenal de tráfego diário.

Algumas com resultados interessantes, outras nem tanto.

Os cinco pontos (mais um bónus) que apresentamos neste artigo explicam a alternativa lucrativa.

Gerar tráfego para o site da sua empresa sem ter de gastar dinheiro.

Gerar Tráfego para o Site Sem gastar Dinheiro

Não falamos de um tráfego qualquer, mas qualificado. Isto é, os interessados em comprar um produto à sua empresa ou solicitar a prestação de um serviço.

Site institucional ou Site E-commerce, B2B ou B2C. Sim e sim!

Este conteúdo é para si, só tem de seguir as nossas indicações. Se tiver dúvidas contacte-nos.

Todas as técnicas que lhe estamos a transmitir são de implementação gratuita, não custam um euro a concretizar.

Terá apenas de despender algum do seu tempo e dedicar-se a concretizá-las.

Não, não é uma fórmula mágica. Sim, dá trabalho, muito trabalho, mas é ‘só’ isso.

O cenário ideal é enquadrar este conhecimento na Estratégia de Marketing Digital da sua empresa.

Ou, então, tem outra alternativa: solicitar os serviços da Abia Digital. As nossas soluções e conhecimento estão sempre disponíveis para impulsionar a sua empresa online.

Vamos a isso.

1 – Definir o Seu Público-Alvo e Dirigir-lhe Conteúdo Relevante

Quem é o seu público-alvo?

Sim, já leu esta pergunta um milhão de vezes e quando leu a resposta não chegou a conclusão alguma.

O problema fundamental é que não existe muita leitura sobre como se identifica e desconstrói o público-alvo para depois criar conteúdo online que converta.

Estamos de acordo que conteúdo atrai audiências diversificadas.

Qual é a audiência que interessa à sua empresa? A que gera lucro ou determina uma ação que considera importante, correto?

Quais os clientes que lhe geram mais lucro? Ótimo! São esses em quem se deve concentrar.

O que precisa de saber sobre eles? Como é que a sua empresa vai atrair mais?

Dois critérios:

1.º Demografia – Quem são?

Idade, Localização, Sexo, Rendimento, Educação, Ocupação, Etnia, Estado Civil, N.º Filhos.

2.º Psicografia – Porquê que compram?

Estilo de Vida, Personalidade, Valores e Interesses.

Como recolher estes dados? Há muitas formas.

Na Abia Digital utilizamos as que consideramos menos intrusivas. Elaboramos este estudo de diferentes formas.

  • Utilize o Google Analytics no seu site
    A Google oferece-lhe gratuitamente informação essencial para formar o perfil do cliente. Demografia, localização, dispositivo que utiliza, interesses…

Google Analytics Publico Alvo

  • Pergunte ao seu cliente 
    Pode fazê-lo de várias maneiras sem ter de enviar um questionário “quadrado”.
  • Se usar Facebook, utilize o Facebook Insights
  • Encontre-os nas Redes Sociais e Fale com Eles

Agora que sabe para quem vai criar conteúdo e determinou por que razão compram à sua empresa chegou a altura de cultivar esta relação e impulsionar as suas vendas.

Construa grupos com pontos em comum que correspondem a uma ou duas caraterísticas identificadas acima e comece a comunicar diretamente com o seu público-alvo.

Crie conteúdo que vá ao encontro das suas dúvidas, anseios e oportunidades.

Que corresponda àquela ocupação profissional ou se enquadre em determinada faixa etária, ou de uma zona específica de Portugal, daquele interesse.

2 – Criação de Conteúdo Relevante

Como criar conteúdo relevante que otimize o posicionamento dos produtos ou serviços da sua empresa em Google e, simultaneamente, seja interessante para o seu público-alvo?

1.º – Correta pesquisa de palavras-chave

Quais, porquê e onde?

Tenha em consideração que na maior parte das vezes as palavras-chave que presume que são pesquisadas pelo seu potencial cliente não são realmente as que utilizam para encontrar os seus produtos ou serviços.

Google Search Console

É uma ferramenta gratuita da Google que lhe apresenta dados sobre como as suas páginas são encontradas, quais as palavras-chave utilizadas e a posição do resultado.

É uma ferramenta fantástica para trabalhar o SEO, mas também para criar novos conteúdos, com as ideias dos seus próprios clientes.

Dica: Filtre a página que pretende otimizar, segmente por impressões e utilize as palavras-chave apresentadas em consulta para otimizar o seu texto.

Google Search Console Segmentar Pagina

Apenas uma salvaguarda: terá de ter algum histórico de pesquisa. Se estiver a começar não serão apresentados resultados.

Google Keyword Planner 

Se utiliza o Google Ads certamente conhece esta ferramenta. Vá a “Ferramentas” e selecione “Planeador de Palavras-Chave”. Et voilá: “Encontrar Novas Palavras-chave”.

Escreva três relacionadas com o seu conteúdo e analise as que geram mais tráfego.

2.º Peça ajuda à Concorrência

Pedir ajuda é uma força de expressão, claro.

Utilize o Semrush  para identificar e recolher as palavras-chave que conferem melhor posicionamento em Google ao seu concorrente.

Utilize as mais relevantes no seu conteúdo, assim como variantes e sinónimos destas palavras-chave.

Basta copiar o URL e pesquisar. Selecione pesquisa orgânica e filtre por posição. 

A versão gratuita não apresenta todos os resultados, mas os que surgem são suficientes.

Tenha em atenção que ao utilizar o Semrush deve segmentar por Portugal. O domínio ou palavra-chave que pesquisar deve ter algum histórico.

Esta ferramenta na versão gratuita permite apenas 10 solicitações por dia.

*Mantenha esta página aberta. Vamos voltar a usar na secção seguinte

3.º Seleção de Temas

Buzzsumo

O Buzzsumo é extremamente útil.  Esta ferramenta mostra-lhe quais as publicações do seu concorrente tiveram mais sucesso nas redes sociais.

Permite-lhe tirar ideias sobre que conteúdos uma audiência similar à da sua empresa consome mais.

Pode construir um conteúdo, superando ou desenvolvendo alguns dos pontos apresentados.

Tal como o Semrush, o Buzzsumo na sua versão gratuita tem um limite de pesquisas diárias.

Google Notícias

No Google Notícias segmente por Portugal, introduza uma expressão do tema genérico que procura e verifique quais os temas relacionadas que têm gerado mais notícias.

4.º – Aplicação coerente das palavras-chave ao seu conteúdo

A criação de conteúdo relevante começa na fluidez da sua escrita, na harmonia com imagens e links, na organização de temas.

Atenção aos erros ortográficos, má construção de frases, erros de concordância.

Não é que o Google penalize severamente estas características, mas é péssimo de ler e o seu público não gosta.

Utilize as palavras-chave que recolheu com sentido e ordem.

Use sinónimos e palavras-chave de cauda longa ou compostas.

Não faça como a sua concorrência. Não atire palavras-chave para um site e espere que colem.

3 – Construção de Links Relevantes ou Link Building

Lembre-se, ainda não gastou 1 cêntimo.

Otimizando as páginas acima vai elevar o seu posicionamento em Google. Agora vamos acelerar o processo: acrescentar-lhe links relevantes.

Links são vistos como votos de importância e relevância de um conteúdo.

São uma forma de medir popularidade, confiança, spam e autoridade.

São peça chave se pretende posicionar os produtos e serviços da sua empresa bem lá no topo do Google.

1.º – Regra da Construção de Links

Deve obter links dos mais variados websites, de forma natural (Links Naturais), preferencialmente os que gravitam à volta da sua atividade profissional.

Links de Instituições Governamentais, organizações de referência na sua atividade profissional ou de entidades sem fins lucrativos são altamente relevantes.

Links que parecem pouco naturais ou forçados irão, mais cedo ou mais tarde, ser penalizados pelo algoritmo Google.

2.º – Atente aos Links dos Outros

Utilize os sites da concorrência para perceber quais são os links mais relevantes que utilizam.

Voltemos ao Semrush. Pesquise o seu concorrente e no painel do lado esquerdo do seu ecrã selecione “backlinks”.

Verifique quais os que apresentam maior “Page Score” e “Trust Score”. Selecione os que lhe interessam e entre em contacto com eles.

Antes de dizer que não vai fazer isto preste atenção.

Construção de Links

Muitos destes links são de entidades ou organizações que gravitam na sua atividade profissional, logo faz todo o sentido que façam referência à sua empresa.

Alguns são de diretórios de pesquisa.

Outros, partilhas de blogs. Se interessar, envie-lhes um e-mail.

3.º – Estratégia de Construção de Links

Faça com que os seus parceiros e clientes vistam a sua camisola.

Ligue a sua empresa aos seus sites. É prática comum fazê-lo com o seu logótipo ou um link de texto.

Press Releases. O departamento de comunicação da sua empresa elabora-os com frequência. É só estabelecer o link entre o conteúdo da notícia e o site da sua empresa.

Redes Sociais. Partilhe o seu conteúdo nas redes sociais.

Vídeos Youtube. Vídeo contribui cada vez mais para a relevância do seu site. Mais à frente falaremos mais sobre este tema.

Blog. Pela sua vertente original de discussão e intervenção, o Blog tem a capacidade de gerar muitos links. Mantenha-o atualizado, relevante e informativo.

4.º – Cuide dos seus Links

Um link bem sucedido é sucinto e relevante.

Por exemplo este link para a página inicial da Abia Digital

Páginas de confiança geralmente estão ligadas a sites relevantes enquanto páginas pouco confiáveis têm poucos ou nenhuns links relevantes.

Dica: Quando faz um link procure especificar de forma sucinta o tema que o utilizador irá encontrar assim que clicar.

4 – Otimize Títulos, Descrições e H1

Título e descrição são mostrados nos resultados das pesquisas dos seus clientes e desempenham um papel fundamental no SEO, usabilidade e na partilha em redes sociais.

São factor essencial para os motores de busca identificarem a natureza do seu negócio e são a primeira impressão que os seus clientes têm da sua empresa.

  • Cada página deve ter o seu título e descrição, que representa exatamente aquilo que a página descreve.
  • Evite títulos, descrições e url muito longos.
  • De preferência, utilize as palavras-chave mais relevantes no seu título (máximo 60 carateres) e descrição (máximo 160 carateres).

Formato Ideal da Página Inicial:

Marca – Palavra-Chave Principal

Formato Ideal de Página:

Palavra-chave Principal – Palavra-chave Secundária – Marca

  • Bana os erros ortográficos. É um apelo que fazemos. É simples, mas acontece recorrentemente em todo o lado. Se for preciso, cole o seu texto num corretor ortográfico.
  • Defina o seu H1 com o principal tema da página.

5 – Youtube SEO

Este ponto dirige-se a quem já produz vídeos regularmente. Se a sua empresa não o faz comece a fazer já.

Se não sabe como acelerar o seu vídeo marketing fale connosco. 

Não vamos enumerar as vantagens do vídeo, pois não é o objetivo deste artigo.

Fica apenas a indicação que segundo o estudo “Portugueses e as Redes Sociais 2018” (acesso pago), da Marktest, 87% dos portugueses consome vídeos online.

Quando falamos de vídeo pensamos em Youtube. É indissociável.

A Alexa, da Amazon, diz que o Youtube é o segundo site mais utilizado do mundo

A maioria das empresas não aposta no Youtube, por uma razão ou por outra.

Esta é uma excelente oportunidade para posicionar os vídeos da sua empresa, trabalhar uma palavra-chave extremamente relevante para o seu negócio e chegar com impacto à sua audiência.

1.º – Tempo de Visualização – less clicking, more watching

É umas das principais métricas do Youtube. Pode visualizar nas estatísticas do canal da sua empresa.

Quanto maior o tempo de visualização dos seus vídeos maior é a probabilidade de serem recomendados, gerar mais tráfego e otimizar o posicionamento na pesquisa Youtube.

Sim, está a pensar em aumentar a duração dos seus vídeos. Maior duração = mais tempo de visualização. Nem sempre!

Lembre-se que o derradeiro objetivo é criar vídeos que as pessoas queiram ver.

Por isso, concentre-se em produzir vídeos de qualidade que vão ao encontro do ponto 1 deste artigo.

Que corresponda aos anseios, necessidades e dúvidas do seu público-alvo.

Este aspeto contraria a ideia de que vídeos mais curtos são mais apelativos às audiências.

Não é um conceito errado, mas depende de vários fatores, entre os quais a atividade profissional da sua empresa.

Se vai publicar um vídeo uma vez por mês, o ideal é que o seu vídeo tenha pelo menos 4 minutos.

2.º – Conta Confirmada e Validada

Valide a conta da sua empresa no Youtube.

Oferece-lhe inúmeras possibilidades.

Youtube SEO

3.º – Otimizar o Título e Descrição do Vídeo

O título deve ser apelativo e sugestivo. Deve conter a palavra-chave que define o seu conteúdo.

Dica: Antes de publicar o seu vídeo utilize o seu título na pesquisa do Youtube e verifique os resultados.

Poderá obter novas ideias de palavras-chave que poderá usar no seu título ou na descrição.

A palavra-chave que utilizar no título do seu vídeo terá de estar no primeiro parágrafo da sua descrição.

A descrição é extremamente valorizada pelo Youtube e contribui de forma decisória para os resultados de pesquisa.

Esqueça descrições curtas. Opte por descrições longas e únicas, com links para redes sociais, blog, site e outros conteúdos que contextualizam o seu vídeo.

4.º – Etiquetas

Basta adicionar as palavras-chave relacionadas com o tema do vídeo.

Uma breve pesquisa no Planeador de Palavras-Chave da Google ou uma pesquisa no Youtube irá revelar-lhe as mais interessantes a utilizar.

15 são suficientes. Mais do que 15 é exagero.

5.º – Subscrições e Comentários

Dos elementos de interação, as subscrições é o mais importante.

É um factor que pressupõe regularidade e mais tempo de visualização ao longo do tempo.

Os comentários são um critério de popularidade, valorizado pelo Youtube.

Incentive à subscrição do seu canal e incentive os comentários.

6.º – Partilhar no Facebook

Há seis milhões de portugueses no Facebook. Origina muito tráfego para os seus vídeos, subscrições, comentários, gostos…

Além que, segundo o estudo Portugueses e as Redes Sociais 2018, da Marktest, o Facebook é a plataforma de eleição em Portugal para a visualização de vídeos.

6 – Bónus – Meça os Resultados

É transversal a tudo o que falámos.

Aparentemente não é algo que lhe vai trazer mais tráfego qualificado. Mas traz.

Ter noção do desempenho das estratégias e campanhas digitais da sua empresa permite-lhe agir em conformidade.

Lembre-se que o que não se mede não se gere

Aposte nos canais de comunicação que lhe trazem benefícios em detrimento daqueles que tem só por ter.

Este é o exemplo mais comum entre as empresas portuguesas.

O que pode medir? Praticamente tudo.

Por exemplo: o envio de um formulário, a visualização de um vídeo ou o scroll até determinada zona da página.

Comece por definir objetivos: ações que considera importantes no seu site ou em campanhas digitais, como por exemplo de e-mail marketing.

Como vai medir?

Com estas ferramentas:

1.º – Google Tag Manager

O Tag Manager é uma ferramenta gratuita da Google que lhe permite alocar etiquetas a funções específicas do seu site que pretende seguir ou medir.

Google Tag Manager Etiquetas

É muito simples de implementar e fácil de utilizar.

A vantagem é que não tem de estar constantemente a mexer no código do seu site, além que converge e organiza todas as suas etiquetas num único painel de controlo.

Só terá de intervir no código do site da sua empresa na instalação do código do Gestor de Etiquetas.

Se não se sentir à vontade com este procedimento contacte o seu webmaster ou departamento de informática.

Não vamos aprofundar as funcionalidades do Tag Manager neste artigo, mas procuraremos abordar em publicações futuras no Blog da Abia Digital

2.º – Parâmetros UTM

O parâmetro UTM (Urchin Tracking Module) é um código associado a seu URL que permite medir os resultados no Google Analytics das campanhas digitais da sua empresa.

Geralmente dizem respeito a campanhas de Redes Sociais e E-mail Marketing.

Atente ao exemplo abaixo:

Parâmetro UTM

https://www.abiadigital.pt/estrategias-consultoria-marketing-digital/?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=natal2018

Parametros UTM

Basta copiar o link, colocar onde pretende medir e depois analisar os resultados em Aquisição > Campanhas do Analytics.

Configure as campanhas da sua empresa com o seu Parâmetro UTM aqui.

3.º – Google Analytics

Se já instalou o Google Tag Manager não precisa de instalar o código do Analytics.

Se não o fez pode fazê-lo em Administração > Propriedade > Informações de Acompanhamento > Código de Acompanhamento > Copiar Etiqueta de Site Global > Seguir as Indicações.

O Analytics permite-lhe conhecer vários aspetos relacionados com os seus clientes. 

É uma ferramenta indispensável se pretende impulsionar a sua empresa no ambiente digital. 

Quero Receber Conteúdo Exclusivo Sobre Marketing Digital

marketing-digital-para-empresas

→ Estratégias e Soluções
→ Ferramentas e Análises
→ Guias, Tutoriais e Dicas
→ Ofertas e Promoções

Erro
Obrigado pela sua subscrição. Enviamos-lhe um e-mail.

Solução de SEO para Empresas

Se gostou deste Artigo partilhe >>>>

Se tem alguma dúvida pergunte-nos >>>>

info@abiadigital.pt ou blogabia@abiadigital.pt

Abia Digital. Todos os direitos reservados.

Scroll to Top

Reduzir-custo-de-aquisicao

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

Anuncios-Telemoveis-Mobile-Marketing

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

videos-explicativos-empresas

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

youtube-seo

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

anuncios-linkedin-video

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.

Iremos Contactá-lo Em Breve

Ups.. Erro. Tente de novo, por favor.

A informação recolhida serve apenas para a Abia Digital enviar-lhe conteúdos relacionados com Marketing Digital e não será transmitida a terceiros.